quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Solidão



Queria escrever
escrever um poema
que falasse de amor
onde habitasse emoção
exaltando sentimentos
que faz nascer a saudade
mas sem exagerar muito
que mostrasse o teu sorriso
que ao mesmo tempo te sentisse como uma gaivota
sabes que eu adoro as gaivotas
vou usar umas palavras diferentes
deixar de parte o silêncio
o passado
o passado já lá vai
mas o futuro está tão escuro
sinto-me sozinho
desesperado
queria conversar
abraçar
talvez, aprender a amar
não sei
se calhar devia só pedir para sonhar
não sei bem
a paixão fugiu-me
distraí-me
eu já sabia
passou mesmo ao lado
no final é sempre assim
sinto-me sozinho
calado
triste
afinal sempre tive sozinho


Por: Vieira Vieirinha
Foto: Vieirinha




2 comentários:

vieirinha disse...

Muito bom..
Foi um prazer Luisa
Obrigada

Inês e Mafalda disse...

Há palavras que nunca são escritas à toa ;)